Aposentadoria integral INSS 2019 – Valor, requisitos

Confira como funciona o cálculo da aposentadoria integral 2019

Certamente você já ouviu algo sobre aposentadoria integral INSS 2019. Esse tema provoca dúvidas e divide muitas opiniões. O assunto se relaciona ao fator previdenciário que gera impactos diretos no valor da aposentadoria.

aposentadoria-integral-INSS-2019

Para a aposentadoria integral INSS 2019 são considerados os que fizeram ao menos uma contribuição antes da 16 de dezembro de 1988. Além disso, existem várias outras regras que também precisam ser consideradas ao tratar desse assunto.

Se você tem dúvida sobre como funciona o processo de aposentadoria integral 2019 continue lendo este artigo, pois serão abordadas informações que esclarecerão esse importante tema.

Como funciona a aposentadoria integral 2019?

Para entender como funciona a aposentadoria integral 2019 é preciso considerar alguns fatores que geram impactos diretamente sobre o valor da aposentadoria. O tempo de contribuição é o fator principal, pois é necessário que os homens contribuam no mínimo 30 anos e no caso das mulheres esse tempo é de 25 anos.

Ou seja, de acordo com o estabelecido pela Previdência Social, a idade mínima para o homem se aposentar é 53 anos e as mulheres é 48. Entretanto, é preciso entender que o trabalhador deve atingir mais 40% do tempo que ainda faltava para atingir o período mínimo para se aposentar no ano de 1998.

Para um melhor entendimento sobre o assunto usaremos um exemplo simples:

Em 1998 Carlos já contribuía com a Previdência Social a 25 anos. Portanto ainda faltava 5 anos para que o tempo mínimo de contribuição de Carlos fosse atingido. Portanto é considerado 40% do tempo faltante que nessa situação é igual a 2 anos.

Como resultado, Carlos deverá contribuir no mínimo 32 anos para atingir o tempo mínimo de contribuição. Tomando o exemplo de Carlos, será necessário considerar o fator previdenciário para chegarmos ao valor integral da aposentadoria INSS 2019.

O que é fator previdenciário?

O valor da aposentadoria integral INSS 2019 será pago somente se o segurado optar por trabalhar além do mínimo de tempo exigido. Ou seja, é preciso contribuir por mais tempo visando se aposentar com mais idade.

Do contrário o valor de aposentadoria será 70% do total da aposentadoria integral multiplicado pelo fator previdenciário e acrescido de 5% ao ano em que o trabalhador continuou trabalhando após já ter atingido o mínimo de contribuição exigida para se aposentar.

aposentadoria-com-valor-integral-INSS

Parece complexo, mas não é! Se um segurado atinge o tempo mínimo de contribuição e já solicita a sua aposentadoria, este não vai receber o valor total da aposentadoria INSS integral 2019. Provável que venha a ter como aposentadoria um abatimento de pelo menos 30% do valor integral que receberia se optasse por continuar trabalhando.

Essa é a tática usada pela Previdência Social para motivar o trabalhador a continuar trabalhando mesmo após adquirir o direito do aposento. Quanto mais tempo trabalhando, mais alta será a porcentagem considerada para aposentadoria. Em algumas situações o segurado consegue atingir a aposentadoria com valor integral INSS.

Porem se o trabalhador opta por se aposentar com o tempo mínimo, é certo que vai se deparar com os impactos causados pelo fator previdenciário. Apresentarei outro exemplo para deixar mais claro o assunto.

Suponhamos que Carlos tenha 55 anos, tenha contribuído 34 anos com a Previdência Social, precise de 32 anos de contribuição para solicitar sua aposentadoria, porem ele optou por permanecer em seu trabalho por mais 2 anos.

Nessa situação o fator previdenciário de Carlos será 0,679 e o valor integral de sua aposentadoria 2019 INSS será multiplicado por ele. Supondo que o valor integral é R$ 2000.00, o valor de seu benefício será R$ 1358.00.

Acredito que com esse exemplo fica muito claro porque se torna menos vantajosas aposentadorias com o tempo mínimo de contribuição porque certamente significara menos dinheiro no bolso.

No caso que usei como exemplo ocorreria diminuição superior a R$ 600.00 no rendimento do trabalhador.

O fator previdência é bom ou ruim para a aposentadoria integral 2019?

Para responder esse questionamento com clareza é necessário considerar que o fator previdenciário pode ser bom, mas também pode ser muito ruim para o aposentado.

Isso depende do tempo de contribuição do segurado. Quanto menor a idade e menor for o tempo de contribuição, pior será o impacto do fator previdência para a aposentadoria integral 2019.

No entanto, se o segurado fizer a opção de esperar um pouco mais de tempo para pedir sua aposentadoria, poderá alcançar um valor superior ao integral.

aposentaria-integral-2019-inss

Portanto, o fator previdenciário é a única oportunidade de o valor do aposento ultrapassar a integralidade do aposento.

Respondendo à pergunta do início do texto, é correto afirmar que o fator previdenciário é realmente benéfico para quem contribui por mais tempo e é péssimo para o segurado que opta por se aposentar mais novo.

Para mais informações sobre os requisitos da aposentadoria integral INSS 2019 acesse o site do INSS ou telefone para a central 135.