Aposentadoria Mista INSS – Especial e Comum

 Aposentadoria comum

Entenda agora como funciona a aposentadoria mista para pessoas que trabalharam como especial e em trabalho comum. Explicaremos como realizar a conversão de tempo especial em comum de forma simples para saber quanto tempo falta para se aposentar. Mas antes vamos entender como funciona a aposentadoria especial e aposentadoria comum.

A aposentadoria comum do INSS é para aqueles contribuintes que não tem nenhuma deficiência, não exerceram função de magistério e outros. São para contribuintes que não se encaixam nas outras formas de aposentadoria. Entenda um pouco abaixo como funciona essa aposentadoria.

A aposentadoria comum pode ser realizada baseada em tempo de contribuição ou pela idade. Por tempo de contribuição O mínimo de tempo que um homem precisa para se aposentar é de 35 anos e uma mulher precisa de 30 anos. Nessa forma apenas a contribuição é a regra.

No caso da aposentadoria por idade a idade mínima para o homem solicitar a aposentadoria é de 65 anos e uma mulher precisa de no mínimo 60 anos. Há também a nova regra da aposentadoria comum, a regra 85/95.

Na nova regra o contribuinte terá o seu tempo de contribuição somado à idade de se aposentar. Nessa soma será necessário ter um mínimo de 95 para homens e 85 para mulheres. Essas são as três formas mais conhecidas de se aposentar pelo INSS de forma comum.

Existe outras formas de se aposentar como por invalidez e por aposentadoria especial como professor. Essas aposentadorias também podem ser usadas no cálculo da aposentadoria mita. Para ter mais informações sobre as formas de se aposentar comum do INSS pode acessar a página da instituição.

Abaixo iremos explicar como funciona a aposentadoria especial. Agora que você já sabe quais são as formas comuns de se aposentar pelo INSS. Depois explicaremos como é a aposentadoria mista na forma comum e especial do INSS.

aposentadoria-mista-1

Aposentadoria especial

A aposentadoria especial por tempo de contribuição é direcionada a trabalhadores que exercem profissão de risco. Para ter acesso a essa aposentadoria é preciso que o trabalhador trabalhe em contato com agentes nocivos de forma contínua e ininterrupta. Essa exposição deve ser acima do permitido por lei.

O tempo para se aposentar de forma especial por tempo de contribuição varia de acordo com o agente nocivo trabalhado podendo de 15, 20 ou 25 anos de contribuição. É preciso que o trabalhador tenha contribuído efetivamente durante 180 meses com INSS.

É necessário também que o trabalhador tenha em mãos documentos que comprovem o trabalhador exposto a agentes nocivos. O Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP) é um exemplo desse documento que comprova a exposição.

Porém se você não tem tempo suficiente como trabalhador especial pode converter esse tempo de trabalho e se aposentar de forma mista. Abaixo iremos explicar como realizar o cálculo e quem tem direito a aposentadoria mista como trabalhador comum e de risco.

ap-mista

Aposentadoria mista

A aposentadoria mista como dito acima é uma forma de aposentadoria que converte o tempo de serviço como contribuinte especial para aposentadoria comum. Aqui explicaremos como realizar esse cálculo de forma rápida.

É interessante realizar essa conversão para as pessoas que não tem tempo de serviço como segurado especial para se aposentar. É vantajoso essa conversão pois o tempo de serviço como segurado especial vale mais na hora do calculo de aposentadoria.

O cálculo para a conversão é simples. Quando o tempo de serviço é redondo em anos você só precisa multiplicar os anos trabalhados por 1,4 para homens ou 1,2 para mulheres. Essa diferença na multiplicação é pelo fato das mulheres precisarem de menos tempo para se aposentar. Se o tempo de serviço não for em anos redondos você precisa colocar todo o tempo em dias e multiplicar pelos valores falados acima. Com o resultado da multiplicação você irá dividir por 30 para saber quantos meses será o resultado da conversão.

O resultado dessa multiplicação poderá ser somado ao tempo de serviço comum. Dessa forma você pode se aposentar com a aposentadoria mista pelo tempo de contribuição como trabalhador comum e especial.

Após converter o tempo de serviço você poderá solicitar a aposentadoria mista seja por idade ou por tempo de contribuição. Para ter mais informações de como funciona a aposentadoria mista pode ir até uma agência do INSS ou entrar em contato com a instituição.

Acima você viu como são as formas de aposentadoria comum do INSS. Como são várias formas de se aposentar falamos apenas as mais conhecidas. Para saber das regras das outras formas você pode acessar o site do INSS e entender mais. Depois falamos mais sobre a aposentadoria especial e como funciona. E por último explicamos como funciona a aposentadoria mista de trabalhador comum e especial. Falamos como você pode realizar a conversão do tempo de serviço como segurado especial para o tempo comum. Sendo vantajoso pois o tempo de serviço especial vale mais tempo que o tempo comum.

ap-mista-inss